Sobre o que você quer saber?

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Cuidados para ter uma gestação saudável











A gestação é um período repleto de expectativas na vida da mulher. Muitas são as dúvidas que surgem, principalmente do que deve ou não ser feito nesse momento tão especial que é a espera por um filho. Ter um estilo de vida saudável é fundamental durante a gestação, já que tudo que a gestante faz tem efeito direto no bebê, com consequências que podem afetar toda a vida da criança. Por isso, a futura mamãe tem que estar atenta às suas atitudes, para incorporar à sua rotina hábitos saudáveis e abandonar os que podem prejudicar a gestação.

Já diz o velho ditado que gravidez não é doença! Se a mulher está apresentando uma gravidez normal e não de risco, ela pode seguir com suas atividades usuais, sem necessariamente privar-se de alguma coisa. Claro que os cuidados devem existir, as tarefas devem ser moderadas, mas ela pode seguir com sua rotina normal de vida.

As atividades físicas são fundamentais para a mulher em gestação. Além de ajudarem no combate à ansiedade, ajudam também no controle de peso que as gestantes costumam ter ao longo dos nove meses. E as melhores atividades físicas para as grávidas são aquelas realizadas dentro da água. Elas facilitam o retorno venoso pela pressão que a água exerce sobre o corpo, e, claro, no caso de quedas, o perigo é muito menor.

Assim como os exercícios físicos, a alimentação também é um item importante na lista de toda grávida que quer passar saudável pelos nove meses. Um nutricionista pode ajudar, desenvolvendo uma dieta rica nos nutrientes que ela precisa.

Na fase de gestação, a mulher deve ter consciência de que vai passa por alterações fisiológicas e essas mudanças também levam a diferentes necessidades e cuidados que ela deve ter. O trabalho que a mulher desempenha, por exemplo, deve ser avaliado pelo médico obstetra a fim de se assegurar que ela pode exercê-lo sem problemas. Pela legislação vigente no país, caso seja detectado, pelo médico, risco para a gestante, a opção é solicitar alteração da função exercida, ou, até mesmo, indicar que ela fique de licença até a chegada do bebê.

Grande também é a polêmica em torno de uma vida sexual constante durante a gestação. O sexo nesse período não é contra-indicado, levando-se em conta casos onde exista contra-indicação específica pelo médico obstetra. É muito importante para a mulher, já que faz bem à auto-estima e toda relação de carinho é fundamental para o bem-estar da mamãe e do bebê.

Os maus hábitos sim, esses devem ser evitados a todo custo. A gestante que fuma, precisa já parar com o cigarro, pois além de prejudicar a sua saúde – e a de todos que estão ao seu redor, este vício pode influenciar no peso e altura do bebê, gerando crianças abaixo das medidas ideais e ocasionando má formação do feto. A ingestão de bebida alcoólica é outro hábito prejudicial e não indicado para as gestantes. A nicotina e o álcool atravessam a barreira placentária. O álcool, inclusive, pode levar a má formações fetais, e ambos acarretam crise de abstinência pós parto nos bebês.

Embora pareça ser difícil abandonar esses maus hábitos, há boas formas de substituí-los por outros mais saudáveis. Para reduzir a ansiedade depois de largar o cigarro, exercícios físicos são a melhor alternativa, desde que sob orientação médica. Outra ótima opção é experimentar novos sabores. Vale provar sucos de frutas diferentes, experimentar comidas. Adotar novos hobbies e tudo mais que distraia a atenção desses maus hábitos.

Por Dra. Maria Cecília Erthal
Chefe do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Barra D'Or

Clique no ícone e ouça a Dra. Maria Cecília Erthal falando sobre cuidados para uma gestação saudável


Nenhum comentário: