Sobre o que você quer saber?







terça-feira, 10 de março de 2009

Fatores de risco para o câncer de mama

Apesar de não se saber ao certo o que causa o câncer de mama, já se pode afirmar que alguns fatores de risco são determinantes no aparecimento da doença. A existência de casos na família é um dos mais importantes. Mulheres com parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) que tiveram câncer de mama antes da menopausa (ou antes de 50 anos, se a idade da menopausa não for conhecida) são consideradas grupo de risco e devem manter um acompanhamento constante.

Mulheres que ficaram menstruadas muito cedo, que não tiveram filhos, cuja primeira gestação ocorreu depois dos 30 anos, ou menopausa iniciou-se tardiamente também têm mais chance de desenvolver a doença.

Além disso, a idade também tem grande influência. Alguns estudos apontam para dois tipos de câncer de mama relacionados à fase da vida: o primeiro tipo geralmente tem caráter familiar, atinge mulheres jovens, antes da menopausa, e é caracterizado por ser mais agressivo; o segundo, ocorre ao acaso, está relacionado com o processo de envelhecimento e representa o tipo mais freqüente.

A alimentação, o tabagismo, o etilismo e a vida sedentária, embora não tenham relação direta com o aparecimento da doença, também são considerados fatores de risco.


Por Dra. Ellyete Canella
Radiologista da Rede D'Or e do Instituto Nacional de Câncer - INCA

Clique aqui e ouça a Dra. Ellyete Canella falando sobre fatores de rsco para o câncer de mama



4 comentários:

Sílvia Pereira disse...

Me encaixo no grupo de risco, minha irmã teve câncer de mama aos 39 anos e sou fumante há 15. Tenho 32 anos, qual a frequencia com que devo fazer os exames então?

Espaço Saude Da Mulher disse...

De acordo com alguns especialistas, você deve começar o rastreamento 5 anos antes da idade do parente que teve câncer, ou seja, se sua irmã teve câncer de mama com 39 anos, você deve começar o rastreamento com mamografia aos 34 anos.

No seu caso, trabalhos recentes também recomendam associar o rastreamento à ultrassonografia e à ressonância magnética. Todos os exames devem ser feitos anualmente.

É importante também parar de fumar, pois o tabagismo causa diversos tipos de doenças.

Dra. Ellyete Canella

Anônimo disse...

Tenho 50 anos e displasia(vários cistos nos seios)Minha mãe já retirou um seio e por isso faço acompanhamento sempre.O fato de eu ter esses cistos benignos , que as vezes aumenta de tamanho, poder se transformar em malignos?

Espaço Saude Da Mulher disse...

Atualmente não se utiliza mais o termo "displasia". Se você tem cistos nas mamas, o termo correto é alteração fibrocística da mama.

Os cistos são alterações benignas, às vezes crescem muito e podem causar desconforto. mas não "viram câncer", fique tranquila.

Dra. Ellyete Canella